Afinal, o que são as Escolas Cervejeiras?

Lemos e ouvimos várias vezes sobre as Escolas Cervejeiras. Existem tantos detalhes em cada cerveja e no seu estilo de escola, que as tornam diferentes quando comparadas entre si. Esses detalhes deram origem a uma tradição, e posteriormente, a tradição fez com que surgisse as grandes escolas de cerveja.

Cada cerveja entra em um estilo. Os estilos variam desde os ingredientes usados em sua fabricação até o aroma e sabor que possuem. Assim como os estilos, muito se ouve falar também que tal cerveja é “representante da escola alemã”, ou “é inspirada na escola belga”. Mas afinal, o que são essas escolas?

O que são escolas cervejeiras?

Essa é uma pergunta chave, ainda mais para quem começou a estudar sobre a História da cerveja. Elas são uma representação dos países de origem de determinada cerveja. Cada país tem seu estilo, características e personalidades próprias.

Os países com tradições cervejeiras mais antigas são: Alemanha, Bélgica e Inglaterra. Outras porém, começaram sua história recentemente, como a Escola Americana. E não podemos deixar de lado as que ainda buscam um reconhecimento nesse universo, como por exemplo a escola brasileira. Cada país citado possui sua própria metodologia de encarar a produção da bebida. Mas é claro que a cultura também molda o jeito como a cerveja é produzida. O mercado cervejeiro sempre tem suas reinvenções, por isso é tão importante esse intercambio de ideias, modificações e maneiras de produção.

Nos próximos artigos explicarei melhor sobre cada escola cervejeira e os seus estilos.